Vila Nova de Gaia está ali… do outro lado do rio

Caio Tristão
Caio Tristão
Postado em 04/03/16

porto-vila-nova-de-gaia-ribeira

Todo mundo por aí começou a glorificar Porto quando, em 2013, o Lonely Planet classificou a cidade como o “melhor destino de férias na Europa”. Mas quem me conhece sabe: desde que estive por lá em 2008 – e caí de joelhos pelo lugar – saio por aí dizendo que a segunda maior cidade de Portugal é o destino mais surpreende do velho continente. Eu sou apaixonado por Porto. E ponto.

Só a famosa Ribeira (região que margeia o rio Douro), com lindíssima arquitetura histórica, lotada de excelentes restaurantes e vida cultural intensa, já recompensa sua viagem e toma fácil fácil uns 2 dias do seu roteiro. Não tô exagerando. (tudo é tão bacana que sobra pouco espaço para dicas detalhadas; só que eu prometo, vou preparar uma página especial sobre a cidade)

porto-vila-nova-de-gaia-ribeira-completo

porto-vila-nova-de-gaia-tram porto-vila-nova-de-gaia-praca-ribeira porto-vila-nova-de-gaia-rua
Por ora, quero te contar um macete. Sabe qual é o pulo-do-gato em Porto? Se hospedar no município vizinho, que funciona como um bairro de Porto: a Vila Nova de Gaia.

Gaia tem uma ótima lista de bons hotéis e oferece preços médios 30% abaixo das hospedagens em Porto propriamente dita. E tudo ali, na margem sul do Douro, do outro lado do rio.

Quer mais? A Vila de Gaia é um passeio mandatório (e um dos mais legais!) na sua visita ao Porto, então, no final das contas, acaba dando no mesmo.

As duas cidades estão conectadas pela lindíssima ponte metálica de dois “andares” Luis I. Com travessia permitida para quem está a pé, tanto na parte superior, junto ao metrô, quanto no andar de baixo, onde transitam os automóveis, fica muito fácil ir de um lado para o outro – são menos de 400 metros de extensão. Eu diria que é obrigatório, em algum momento, atravessar a ponte pela parte de cima e se deliciar com a vista clássica da região. I got you, Porto!

porto-vila-nova-de-gaia-ponte-luis-iE olha que o céu nem tava lá essas coisas…

Tá ficando animado? Tem mais. É exatamente em Gaia onde são fabricados os mundialmente famosos (e “licorados”) vinhos do porto e as principais Caves, com visitação e degustação, desfilam seus rótulos ali, na margem do rio. As mais conhecidas oferecem os tours mais redondos. Eu acabei escolhendo a Calém e achei demais; apenas € 6,00 por pessoa e inclui duas provas.

porto-vila-nova-de-gaia-cave-calem-entrada porto-vila-nova-de-gaia-cave-calem-visita

É também na Vila de Gaia onde é possível dar um rolezinho pelo Douro embarcando nos típicos barcos chamados Rabelo. O roteiro tradicional percorre as seis pontes do Douro até a foz num passeio que dura 1h30 e custa € 15,00. É turistão, mas é divertido.

porto-vila-nova-de-gaia-passeio-barco porto-vila-nova-de-gaia-barcos-rabelo

Entre uma atração e outra, sente-se em qualquer restaurante de Gaia à beira-rio e se acabe na deliciosa gastronomia do norte português. Durante o dia, opte por petiscos clássicos, como bolinho de bacalhau, azeitonas gordas, queijos e pães, regados de uma boa imperial (que é um chopp servido numa caneca comprida – os portugueses chamam de cerveja sob pressão). Na janta vá de camarões, peixes ou polvo na brasa, sempre servidos em pratos fartos e apetitosos. Aaaaah, Portugal!

porto-vila-nova-de-gaia-bolinho-de-bacalhau

porto-vila-nova-de-gaia-bacalhoada porto-vila-nova-de-gaia-cerveja-imperial
Não é demais? Então, vai por mim. Na sua viagem ao Porto, hospede-se na Vila Nova de Gaia (algumas opções estão marcadas no mapa, acima). As atrações de Gaia estarão no saguão do seu hotel e os cartões-postais de Porto a menos de 10 minutos de caminhada, tudo isso pagando bem menos.

De nada. 

Deixe um comentário